Quintana Bar: uma homenagem à cozinha do Sul do país

Canapés de linguiça Blumenau temperada com sal, pimenta, azeite, molho Farrapo, noz moscada, páprica, rum, cebola e mostarda (R$ 24)

Canapés de linguiça Blumenau temperada com sal, pimenta, azeite, molho Farrapo, noz moscada, páprica, rum, cebola e mostarda (R$ 24)

Bar bonito, amplo, iluminado, com cozinha cuidadosa e brigada treinada –  e fora do eixo Jardins-Itaim-Vila Madalena. Ainda bem que São Paulo está ganhando bares e restaurantes interessantes em outros bairros por que, afinal, a cidade é grande demais e tem tremenda demanda por bons estabelecimentos. Marcos Livi – chef proprietário do Veríssimo, no Brooklyn… leia mais

Noname: divertido boteco de gringo

Um dos melhores itens do menu do Noname: "coxinhas" de siri

Um dos melhores itens do menu do Noname: "coxinhas" de siri

Os proprietários do Fisherman’s Table e do Butcher’s Market, Ryan e Jae Kim, acabam de abrir um bar, o Noname. Segundo eles, um boteco. Mas não um boteco paulistano ou carioca –  um boteco de gringo. O Noname é uma grande brincadeira e traz o olhar estrangeiro para essa instituição tão brasileira. Ali estão caipirinhas (R$… leia mais

Bottega Bernacca: para comer e beber a qualquer hora do dia

Crostini del Re: pão italiano crocante com mussarela de búfala gratinada e presunto italiano cozido (R$ 21)

Crostini del Re: pão italiano crocante com mussarela de búfala gratinada e presunto italiano cozido (R$ 21)

Um lugar charmoso, com boa comida, preços sensatos e que fique aberto do meio dia à meia noite é uma constante necessidade em São Paulo. Vamos ser realistas: não é sempre que se consegue almoçar no hora do almoço nem jantar antes das dez da noite. Se você não quer acabar numa padoca, as opções… leia mais

Casa Café: para beber bem e sem cerimônia

Bafo da Onça, drinque do Casa Café: Aperol, mate gelado e tangerina

Bafo da Onça, drinque do Casa Café: Aperol, mate gelado e tangerina

Marco De La Roche é tricampeão brasileiro no preparo de bebidas alcoólicas à base de café (o campeonato Coffee In Good Spirits), mixologista há mais de uma década, consultor e criador do evento Mentes Brilhantes, que procura discutir e incentivar a coquetelaria brasileira (e do qual tive o prazer de participar como palestrante na primeira edição,… leia mais

Tigre Cego: tostex levado a sério

Os tostex do Tigre Cego são uma refeição e tanto! Aqui, um dos meus preferidos: Cordeiro do Mineiro (Pernil assado com alecrim, azeitonas e vinho branco;  molho de iogurte com hortelã)

Os tostex do Tigre Cego são uma refeição e tanto! Aqui, um dos meus preferidos: Cordeiro do Mineiro (Pernil assado com alecrim, azeitonas e vinho branco; molho de iogurte com hortelã)

Não sei você, mas adoro encontrar lugares que levam comida a sério. Proprietários que se preocupam não só com a decoração ou com equipe descolada/tatuada, mas principalmente com o que servem aos clientes. Cozinheiros que pesquisam, testam, testam de novo, até chegarem ao melhor resultado possível. Gostei do Tigre Cego porque, ali, sanduíche não é… leia mais

Cateto: embutidos, cervejas e queijos brasileiros artesanais na Mooca

Mini tábua de embutidos da Pirineus e queijos nacionais: combina muito com cerveja artesanal!

Mini tábua de embutidos da Pirineus e queijos nacionais: combina muito com cerveja artesanal!

Com as dimensões gigantescas da cidade de São Paulo + trânsito insano + motoboys malucos + choveu-tudo-para, fica difícil circular. Beira a demência tentar almoçar ou jantar em restaurantes que estejam a mais de 7 quilômetros de casa ou do trabalho: o tempo que se gasta no trajeto, junto com o ódio no coração que… leia mais

Riviera: o já famoso bar de Alex Atala e Facundo Guerra

Royal: queijo, rosbife, tomate e picles de pepino. Excelente

Royal: queijo, rosbife, tomate e picles de pepino. Excelente

Um dos bares mais icônicos de São Paulo, o Riviera, foi aberto em 1949 por Ignacio Maniscalco, no térreo do edifício Anchieta, no último centímetro da Avenida Paulista. Por décadas atraiu toda sorte de frequentadores (elite do café, professores, estudantes, esquerdistas na época da ditadura…) até que definhou e caiu no abandono. Há cerca de… leia mais

Mundial: o ‘planeta’ em menu divertido e eclético

Porção de pastéis de carne seca com queijo e de frango com funghi e queijo: sem miséria e muito bem feita

Porção de pastéis de carne seca com queijo e de frango com funghi e queijo: sem miséria e muito bem feita

Um bar no qual é possível matar a vontade de diversos pratos e petiscos típicos de vários países – sem esquecer a delícia suprema dos pastéis brasileiros. Esse é o novo Mundial, dos mesmos proprietário do Filial, Genésio e Genial, todos na Vila Madalena. Com cozinha caprichada e menu interessante e divertido, o Mundial me… leia mais

Varanda Lupercio: o restaurante que virou bar

Porção de 10 minicoxinhas de frango com catupiry, acompanhada por catchup: R$ 24

Porção de 10 minicoxinhas de frango com catupiry, acompanhada por catchup: R$ 24

Saem de cartaz os almoços, o menu extenso, o chef Thiago Saldiva e o rótulo de restaurante. Entram petiscos, carta de drinques ampliada, pegada de bar, chef Ednaldo de Santana (ex Dressing) e novo sócio, Ricardo Romero, o responsável pela mudança. O Lupercio agora é Varanda Lupercio. A alteração é fácil de entender: realmente complica manter… leia mais

Barteco: comida boa a preços idem

Arroz de rabada com agrião: fixo no menu, sai R$ 29 no executivo, acompanhado de salada e couvert

Arroz de rabada com agrião: fixo no menu, sai R$ 29 no executivo, acompanhado de salada e couvert

Comer em bar deixou, há tempos, de ser sinônimo de ingerir frituras sem fim, engordurar a cara e a mão e acabar o dia entornando uma dose monumental de sal de frutas: o público hoje quer beber bem (e muito, às vezes) enquanto curte comida bem feita. E não há razão para não ser assim…. leia mais

Buddies Burger & Beer: ah, o Candied Bacon…

Buddies Burger: hambúrguer de 180 gramas regado com cerveja Budweiser (enquanto está na grelha) e servido com mussarela e molho a base da mesma cerveja.

Buddies Burger: hambúrguer de 180 gramas regado com cerveja Budweiser (enquanto está na grelha) e servido com mussarela e molho a base da mesma cerveja.

Atualizado em 22/01/2014: infelizmente a casa não serve mais o Candied Bacon. A onda de hamburguerias gourmet só cresce em São Paulo. Parece que o público se acostumou mesmo com carnes de melhor qualidade sem esturricar, pães bem cuidados e recheios criativos, mesmo tendo que pagar (muito) bem por isso. Mais de uma dezena delas… leia mais

Forquilha: vinhos, forno a lenha e boa comida italiana

Saboroso Parmegiana de mignon com arroz branco e a melhor batata chips de todos os tempos

Saboroso Parmegiana de mignon com arroz branco e a melhor batata chips de todos os tempos

Se a pequena Rua Vupabussu, em Pinheiros, já era animada com a presença do melhor bar de cervejas de São Paulo (ou será do Brasil?), o Empório Alto de Pinheiros e a Pizzaria Bráz, ficou melhor com a chegada do Forquilha. Instalado na esquina das ruas Vupabussu e Nicolau Gagliardi, o Forquilha preza pelo cuidado com… leia mais

Mozza: muita mozzarella, excelentes pizzetas e drinques

Ótima Pizzeta - feita com massa de fermentação natural do mestre-padeiro Raffaele Mostaccioli- coberta por calabresa, pimenta e cebola roxa

Ótima Pizzeta - feita com massa de fermentação natural do mestre-padeiro Raffaele Mostaccioli- coberta por calabresa, pimenta e cebola roxa

ESTABELECIMENTO FECHADO ATUALIZADO EM 25/11/2013: Rafael Pizanti, que havia deixado a casa há alguns meses, voltou ao Mozza como consultor. ATUALIZADO EM 26/07/2013: Raffaele Mostaccioli não trabalha mais no grupo Egeu É na Oscar Freire. Fica defronte ao Hotel Emiliano. As mesas da frente estão sempre povoadas de gente bonita/rica/bem vestida. A carta de drinques é… leia mais

Rouge Bar à Vin: boa comida e cara carta de vinhos

Picadinho: servido a R$ 34 no menu executivo

Picadinho: servido a R$ 34 no menu executivo

A Rua Mário Ferraz, no Itaim Bibi, acaba de ganhar mais um endereço gastronômico, o Rouge Bar à Vin. A casa, como o próprio nome deixa claro, dedica-se ao vinho, especialmente aos rótulos franceses, selecionados pelos sommeliers-consultores Rafael Goulart e Paulo Neto. O ambiente tem bastante luz natural, pé direito alto, mesas com boa distância… leia mais

Donostia: pintxos e tapas nada genéricos

Bom pacas: Foie Gras a la plancha (fígado de pato na chapa sobre torradinha, coberto por purê de maçã)

Bom pacas: Foie Gras a la plancha (fígado de pato na chapa sobre torradinha, coberto por purê de maçã)

Tapas – ou pintxos, como são chamados no País Basco – foram tão erroneamente disseminados no Brasil (ou no eixo Rio-SP) que  tive o desprazer de encontrar um cardápio citando suas “tapas italianas” e, no outro, suas “tapas nordestinas”. Na real, essas duas denominações viraram  modismos gastronômicos: cidadão pode nem saber o que significa, nem… leia mais

Peixaria Bar e Venda: comida e preços excelentes

Trio de excepcionais marinados: suculento polvo (ponto perfeito!), ceviche de robalo e camarões de frescor evidente

Trio de excepcionais marinados: suculento polvo (ponto perfeito!), ceviche de robalo e camarões de frescor evidente

Atualizado em 25/08/2013: os preços do A Peixaria aumentaram. Mesmo com bom movimento, os proprietários acharam por bem elevar os valores. Junto a isso, infelizmente, a qualidade da comida caiu bastante. Ou seja: ignore todos os elogios abaixo… Tá complicado comer bem em São Paulo e não ir à falência. É só entrar em um… leia mais