Onde ir Bom para Impressionar

Domenico: italiano de (muito) respeito

Excelentes arancini de risoto de açafrão, carne e mussarela de búfala

ESTABELECIMENTO FECHADO ATUALIZADO EM MAIO DE 2013: o chef  Rodolfo De Santis deixou o Domenico no início de maio. A cozinha despencou de qualidade. Ignore o post abaixo porque o restaurante mudou completamente…  É fácil sacar a qualidade de um restaurante italiano: basta pedir o prato mais simples do menu. Se o espaguete for saboroso… leia mais

Tre JK: impecável

SONY DSC

Alguns restaurantes se perdem quando ganham filiais/extensão de marca: patinam na cozinha, criam pratos estapafúrdios só para terem algo “inédito” no menu, contratam equipe fraca, comprometem o serviço. Ficam capengas. Outros, como o Tre Bicchieri, se fortalecem, afinam-se, completam-se. O novo Tre JK exemplifica bem isso. Inaugurado há cerca de dois meses dentro do novo… leia mais

Arturito: novo menu, repaginado a quatro mãos e mais frugal

Lasagna de couve flor, espinafre, Taleggio e nozes do Arturito (R$ 56)

O Arturito, merecidamente, ganhou prêmios e prêmios em seus três primeiros anos de vida. A comida da chef Paola Carosella sempre primou pelo frescor, pela atenção aos detalhes, pelo artesanato (quem provou sabe como era boa a charcuterie da casa). Mas a abertura de outros restaurantes, a fama de careiro, a dedicação de Paola a… leia mais

Amadeus: impecáveis frutos do mar

Deliciosas mini lulas recheadas com seus tentáculos, bacon e caju (acompanhada de consomê de shimeji)

Bella Masano poderia ser uma daquelas chef/proprietária que dão a famosa “passada social” no restaurante e gastam mais tempo fazendo matérias para revistas e tv do que cozinhando, afinal, sua casa, o Amadeus, é reconhecida- há mais de duas décadas- como um dos melhores restaurantes de frutos do mar de São Paulo. Mas ela não… leia mais

Epice: um ano de vida e o lançamento do menu-degustação

Melhor prato do menu: Músculo de wagyu, Tutano sauté e mini arroz com molho da carne

O Epice fez um ano. Um ano de prêmios, casa cheia, imprensa se desdobrando em elogios ao chef Alberto Landgraf. Merecidamente: ele faz uma criativa e muito bem executada cozinha de autor, valorizando ingredientes como poucos, a preços bem razoáveis e qualidade constante, seja no almoço executivo (um dos melhores da cidade) ou no jantar… leia mais

Novo menu do Dui: ainda melhor e mais brasileiro

Em homenagem ao seu bisavó, Bel fez uma releitura do Filé à Oswaldo Aranha: alto e suculento pedaço de fraldinha grelhada, levíssimo purê de alho, arroz puxado no molho da carne e batata portuguesa frita

Sou fã confessa do trabalho da chef Bel Coelho. Dedicada, procura incessantemente o equilíbrio de suas criações no uso de ingredientes brasileiros e técnicas modernas e, quase sempre, o resultado é delicado, intenso e criativo. Há alguns meses, Bel reformulou o menu do seu restaurante, o Dui, indo exatamente nesta direção. Nota-se o uso de… leia mais

Due Cuochi: novo chef, novos pratos e a usual qualidade

Gnocchi de semolina com ameixa preta, camarão, vieira e caviar

Em setembro de 2011, Paulo Barroso de Barros vendeu sua parte da sociedade no Due Cuochi para abrir o Italy e o Girarrosto (ainda não inaugurado). Levou consigo o chef Ivo Lopes, que tocava a cozinha da unidade do Shopping Cidade Jardim. O que poderia ser um problemão e tanto — Paulo era o responsável pela… leia mais

Aguzzo: que comida boa… Que lasanha. Que nhoque.

Palmas para o Nhoque na manteiga e sálvia com filé à parmegiana. Delicadeza, a vemos por aqui.

Não fica em área badalada. Não tem fila de BMWs estacionados na porta. Não tem louças importadas, tampouco sommelier e chef famosos. Mas é um dos italianos mais apetitosos, com cozinha das mais refinadas, de São Paulo. Esse é oAguzzo, em Pinheiros, que acaba de ampliar o salão (ganhou um andar superior) para acomodar os clientes… leia mais

Aya: delicadezas fresquíssimas

Sashimis de Buri e Hamachi

Depois de trabalhar onze anos com Jun Sakamoto, o sushiman Juraci Pereira finalmente abre seu restaurante, o Aya, em Pinheiros. No ambiente sério e clean, o chef prepara sushis e sashimis, geralmente perfeitos, para clientes ansiosos sentados ao balcão em frente a ele– há também mesas, mas a experiência não é tão bacana. Acompanhar o… leia mais

Chou: porque fiquei tanto tempo sem conhecer?!

abóbora cabochan assada, doce e cremosa, com gergelim negro e coentro

Há anos alguns amigos me perguntam: “você já foi ao Chou?”. Minha resposta até um mês era “não, nunca”. Sei lá a razão, mas o fato é que o tempo passou e eu não fui. Tremendo erro. Não sabia o que estava perdendo. Nos fundos de uma casinha em Pinheiros abre-se um delicioso pátio arborizado,… leia mais

O melhor estrogonofe da vida (da minha, claro)

Estrogonofe como deve ser: filé mignon, mostarda dijon, creme de leite, batata palha caseira e arroz fresquinho

Há alguns meses rodo São Paulo em busca do melhor estrogonofe. Sei lá porque, cismei com esse prato um dia tão famoso e hoje considerado bregalhão e decadente. Eu não to nem aí. Adoro a carne macia mergulhada no molho cremoso e levemente ácido de mostarda, manteiga, tomate e creme de leite; adoro mais ainda… leia mais

Royal de Javali do Eñe: comeria direto da panela

Royal de Javali: primoroso

Faz tempo que não ia ao Eñe, muito por conta de ter me decepcionado nas minhas últimas visitas. Tudo o que a cozinha dos badalados irmãos Torres me impressionou na época em que o restaurante abriu, deixou de me impressionar com o correr do tempo e ausência deles na casa– afinal, eles tem o Dos… leia mais

Saint Vin Saint: comida e vinhos orgânicos com sabor e charme

Risoto de boeuf bourguignon: dá vontade de comer direto da panela

A Enoteca Saint Vin Saint foi criada há três anos pela vontade da chef Lis Cereja de ter um lugar onde pudesse colocar seus sonhos em prática: ter uma cozinha quase 100% orgânica, servir só pratos dos quais gosta pessoalmente e usar apenas os melhores ingredientes sazonais. E tinha mais: apaixonada por vinho (ela também… leia mais

Santovino: italiano bonito, agradável (e caro) nos Jardins

Espaguete alla carbonara

PARA LER NOVO POST SOBRE ESTE RESTAURANTE, CLIQUE AQUI Nunca vi tantas casas notoriamente voltadas para a (bem) dita classe AAA abrirem em São Paulo. Parece que uma certa parcela de paulistanos aderiu totalmente aos restaurantes/bares com decoração clean, ambiente aberto– onde todos se veem e a “socialização” é parte do pacote de diversão–, muitas opções de bebida,… leia mais

Porto Rubaiyat: menor, menos caro e melhor

Moqueca Porto Rubaiyat: com robalo, lagosta e camarões-- e um toque sutil de dendê

Em seu antigo endereço, no Itaim, o Porto Rubaiyat era um dos restaurantes mais imponentes e caros de São Paulo. Lembro que a última vez em que comi lá, o salão de pé direito altíssimo e mais de duzentos lugares estava lindamente iluminado e bem vazio. Não deixava de me assombrar o couvert que custava… leia mais

Quinta da Canta: um almoço de domingo para recordar (e repetir)

Geniais raviólis de surubim com sálvia crocante de alho negro

Estou para conhecer a Quinta da Canta há uns oito anos, desde a época em que era editora da Viagem e Turismo. Planejei, enrolei, adiei, o tempo passou e acabei não indo. Em alguns domingos, uma luzinha acendia no fundo do meu cérebro “Bem que eu poderia ir até lá hoje…”, mas daí apagava e eu ia fazer outra… leia mais