JunJi: a casa econômica de Jun Sakamoto

Os sushis, vendidos em dupla, tem corte de peixe e sabor e temperatura do arroz impecáveis. Aqui, vieira, robalo e serra

Os sushis, vendidos em dupla, tem corte de peixe e sabor e temperatura do arroz impecáveis. Aqui, vieira, robalo e serra

Jun Sakamoto, um dos mais conceituados sushimen do Brasil, é reconhecido por trabalhar apenas com as melhores matéria-primas e por sua maestria no preparo de clássicos e primorosos sushis e sashimis. Até então, era impossível conhecer sua comida sem desembolsar, ao menos, R$ 300 por pessoa no restaurante que leva seu nome, em Pinheiros. Exclusivo, o Jun Sakamoto atende somente… leia mais

Alma Esquina: o P.F. é o protagonista, mas as porções de boteco fazem companhia

Bolovo: ovo envolto em carne bovina moída e temperada, empanado e frito.

Bolovo: ovo envolto em carne bovina moída e temperada, empanado e frito.

O chef Ivan Achar alugou o imóvel ao lado do seu Alma Cozinha e fez ali um bar especializado em P.F. (prato feito), o Alma Esquina. Durante o dia, claro. Quando o sol se vai, o menu muda e foca em porções, sanduíches, cervejas e drinques. A diferença do empreendimento não está tanto no formato, mas… leia mais

Do clássico ao contemporâneo: você que é apaixonado por chocolate vai amar esses cursos

Novos cursos de chocolate do Portfólio Diamond: aprenda os clássicos, como trufas

Novos cursos de chocolate do Portfólio Diamond: aprenda os clássicos, como trufas

Chocolate sempre agradou ao paladar de todo mundo, isso é fato. O que mudou com o tempo foram as muitas possibilidades e formas de fazer. A confeitaria deixou de ser feita em casa e passou a ter um espaço completamente dedicado a ela. Os consumidores, cansados da rotina e da mesmice, ficaram mais exigentes, com sede… leia mais

I Tramezzini: sanduíche italiano ganha casa especializada nos Jardins

Tramezzini de camarões ao bafo com molho rosé e rúcula e de berinjela grelhada com gruyére

Tramezzini de camarões ao bafo com molho rosé e rúcula e de berinjela grelhada com gruyére

“São Paulo tem de tudo”. A frase é comumente ouvida e dita pela maioria dos paulistanos, apesar de não ser lá muito verdade gastronomicamente falando: temos quase nenhum representante caribenho, vietnamita e tailandês, por exemplo. Mas, sim, São Paulo abre possibilidades para muitos empreendimentos, dada sua extensão e variedade de consumidores. A mais nova casa… leia mais

Comedoria Gonzales: os melhores ceviches de São Paulo são servidos neste balcão

Ceviche de peixe do dia com marinada de manga, suco de limão, cebola roxa, tomate, pimenta dedo de moça, coentro, hortelã, aroeira e sagu de coco

Ceviche de peixe do dia com marinada de manga, suco de limão, cebola roxa, tomate, pimenta dedo de moça, coentro, hortelã, aroeira e sagu de coco

Algo que me incomoda bastante na maioria dos ceviches servidos em São Paulo é o nível de acidez altíssimo. Colocam tanto suco de limão que o sabor do peixe praticamente desaparece, deixando espaço somente para a cebola roxa crua e, quiçá, uma pimentinha. Parece sopa fria de limão com peixe. Quando estive no Peru, há três… leia mais

Bergamota Café: simplicidade, sossego e comidinhas bem feitas

O bolo do dia foi de cenoura com calda de chocolate. Fofão!

O bolo do dia foi de cenoura com calda de chocolate. Fofão!

Tatiana Damberg, a Tatu, “começou na psicologia, fugiu para a gastronomia, passou pelo marketing e hoje trabalha com produção culinária para fotos” como diz o perfil em seu blog, o Mixirica – sim, ela também é blogueira, além de cozinhar muito bem. Há cerca de dois anos, Tatu decidiu abrir um negócio que unisse cozinha e estúdio… leia mais

Mercearia do Mediterrâneo: capricho e artesanato

O carro-chefe da casa: polvo ao pesto com salada de feijão branco, tomates e azeitonas portuguesas

O carro-chefe da casa: polvo ao pesto com salada de feijão branco, tomates e azeitonas portuguesas

Instalado em um novo e movimentado centro gastro/comercial na Vila Sofia, o Mercearia do Mediterrâneo abriu as portas há oito meses como empório (vinhos, azeites e alguns poucos itens) e há três como restaurante. O pequeno, simples e agradável estabelecimento tem cozinha comandada pelo italiano Jonathan Lauriola. O chef demonstra capricho e cuidado no conciso… leia mais

Gajos: português de “dia a dia” em Moema

Bacalhau a Gomes de Sá: em lascas, batata cozida, cebola, azeite e ovo; R$39

Bacalhau a Gomes de Sá: em lascas, batata cozida, cebola, azeite e ovo; R$39

O ambiente, decorado com simplicidade e bom gosto, dá as boas vindas aos clientes. Na lousa ao lado do bar estão anotadas algumas sugestões de drinques e petiscos, caso do excelente bolinho de bacalhau, pródigo em peixe, pobre em massa e de fritura perfeita (R$ 28, porção com 6). Ao dar uma olhada no menu… leia mais