Manish: um árabe para chamar de meu

Quibes fritos pequenos e deliciosos, quarteto de pastas e a AMADA cesta de pães assados na hora

Pão folha assado na hora. Borda gordinha e macia que vai afinando, tornando-se crocante e repleta de bom azeite e muito zahtar. Então, você pega uma colherada generosa de mahamara– a deliciosa pasta de pimentão vermelho e nozes–, deposita sobre ele, faz uma trouxinha e… repete a sequência com coalhada, humus, babaganuche. Amo tanto isso quanto amo um prato de bom espaguete al pomodoro e, olha, não é pouco amor.

Salão iluminado pela luz do sol do Manish

O novíssimo Manish, no Itaim, é primo de outro árabe que curto bem, o Saj, na Vila Madalena– a casa é de propriedade de Paulo Abbud, do Farabbud,  Paulo Abbud Filho e Ricardo Castanho Pinho, donos do Saj. Até o nome remete ao irmão mais velho: saj é o pão folha banhando com azeite; manish é um saj com zahtar. A diferença entre os dois está muito mais no ambiente do que no menu: o salão do Manish é maior, mais chique (apesar de informal) e lindamente banhado por luz natural.

Esfihas "esticadinhas" de carne e zahtar e a fechada de escarola: massa impecável

O cardápio contempla pratos tradicionais como esfihas, quibes, tabule, fatouche e pastas– e cumpre muito bem o que promete.

Comecei minha refeição, claro, com o combinado de pães (R$ 9,90), que traz o manish e pão árabe preparados no momento do pedido (por isso pode demorar um pouco), e o ótimo quarteto de pastas (homus, coalhada, babaganuche e mahamara, R$ 19,90). Engrenei num suculento Chish Barak (capeletti de vitela mergulhados na coalhada com cebola dourada, pinoli e hortelã, R$ 32,90) cujo molho eu comi todinho– só faltou lamber a tigela.

Como adoro as esfihas fininhas e crocantes do Saj, replicadas no Manish, pedi a esticadinha de zahtar (R$ 4), a ótima de escarola com passas (R$ 4) e algumas de carne. A surpresa ficou por conta do quibe frito que em vez de vir em unidade grandona, é servido em trios de tamanho menor, super sequinhos, com camada fina de trigo e muita carne refogada com um toque de canela (R$ 5,90).

Chish Barak: capeletti de vitela mergulhados na coalhada, cebola dourada, pinoli e hortelã

Esta semana quero voltar lá para provar dois pratos que me deixaram babando de vontade: o tradicional charuto de folha de uva (R$ 20,90) e o quibe vegetariano, preparado com  abóbora e trigo e recheados com legumes, cottage e amêndoas (R$ 26,90).

Para terminar feliz, um Chocolamour (R$ 12,50) com muuuuuuuuuuuuuuuita calda de chocolate :)

Chocolamour: só amor e muito chocolate derretido

Manish: Rua Horácio Lafer, 491, Itaim, tel.: 4301 5928

Gastrolândia

Promova sua página também

Fazer um comentário

Seja bem-vindo. Sua opinião é importante. Comentários ofensivos ou com identidades falsas serão reprovados.