Petiscos harmonizados com cervejas especiais na Mercearia do Conde

Beijú com carne seca e purê de abóbora com Bamberg Schwarzbier: casal 20

Finalmente cervejas especiais estão deixando de ser exclusividade de bares bacanudos, frequentados apenas pelos apaixonados e iniciados– 2011 foi a vez de restaurantes consolidados, tradicionais e “da moda” começarem a valorizar o produto que, sim, pode ser tão bom, complexo e fascinante quanto o vinho. Ainda estão engatinhando, apostando em rótulos menos desconhecidos, mas já é um bom começo.

Rolinho primavera de pato com molho potente de tamarindo e Colorado Indica

A mais nova casa a entrar na onda da harmonização de comida e cerveja foi a Mercearia do Conde. A chef Flávia Mariotto, em parceria com Norberto D’Oliveira, um dos proprietários do bares mais renomados de São Paulo, o Frangó — pela coxinha e pela ótima cartas de cervejas especiais– , fizeram um menu com 16 opções de petiscos e 12 de cervejas. A idéia é passar um bom tempo na mesa provando os “casais”, às vezes trios, propostos pelos dois– bem porque vai ser difícil levantar após o quinto copo.

Mercearia do Conde: desde 1991

Comecei com uma porção de ótimo e crocante beijuzinho de tapioca com carne seca e purê de abóbora, pimentões, cebola e espinafre (R$ 28) casado com Bamberg Schwarzbier (R$ 12). Bom pacas. Aliás, como as Bamberg são boas! Sou fã confessa. Mas, voltando: a cerveja tem aroma e sabor de café e chocolate provenientes do malte que unem-se muito bem ao adocicado da abóbora e dão um corte no salgado tradicional da carne seca.

Segui com rolinho primavera de pato com molho potente de tamarindo (R$ 27) e Colorado Indica (R$ 19). O final amargo e levemente adocicado dessa Indian Pale Ale “limpa” a boca da adstringência (que adoro) do tamarindo que, por sua vez, corta belamente a gordura da carne de pato. Aprovei.

Já meio alta, fui pra minha última dupla: Falafel com vinagrete e molho tahine (R$ 19) com a refrescante e leve Bamberg Helles (R$ 12). O falafel, aqui, é mais uma referência ao original do que um em si: pouquíssimo grão de bico. Bem gostoso, mas bem diferente. O vinagrete, beeeem suave, tinha bastante azeite, o que o amaciou e tornou-o mais compatível com a bebida.

Falafel com vinagrete leve e molho tahine com a refrescante e leve Bamberg Helles

Há também sugestões mais encorpadas, como a cumbuquinha de polenta cremosa e ragú de linguiça (R$ 22) com Baden Red Ale e bem “de mocinha” (no bom sentido) como a Eisenbahn Weizenbier (de trigo, R$ 9) com mini pastéis de queijo e carne (R$ 16).

E viva a cultura cervejeira!

Mercearia do Conde: Rua Joaquim Antunes, 217, Jardim Paulistano, tel: 3081-7204

Fazer um comentário

Seja bem-vindo. Sua opinião é importante. Comentários ofensivos ou com identidades falsas serão reprovados.