St. Honoré: esqueça qualquer preocupação com a balança

ESTABELECIMENTO FECHADO

O salão da St. Honoré

Não é doceria. Não é padaria. Não é bistrô. É tudo.

Pain au chocolat!

Novo empreendimento dos sócios do Le Marais, o St. Honoré  é  um lugar para você tomar café-da-manhã com pães caseiros, geléias feitas no dia, ovos mexidos deliciosos, bolos altos e fofos. Também pode ser para almoçar tartines, saladas, sanduíches e pratos de bistrô, tomar um chá da tarde ou jantar um belo entrecote ao café com batatas fritas (R$ 52) ou uma pescada amarela com tagliatelle de azeitonas pretas (R$ 50), entre outros pratos do menu criado pelo talentosíssimo chef Wagner Resende (que continua no Le Marais, mas agora se divide entre as casas).

Ovo mexido molhadiiiiiiinho com bacon, acompanhado de pã de leite caseiro

Ou seja: a St. Honoré é para comer o dia inteiro. Como fui tomar café da manhã, vou precisar voltar lá para provar as criações de Wagner, o que fica para outro post. Neste, vou me ater a montanha de comidinhas deliciosas que provei das 11h30 à 13h30 de um sábado nublado.

Bolo Chifon com baba de moça-- parte do meu pequeno café da manhã

Existem três opções de desjejum: a Basique (bebida quente, suco de laranja, pão de queijo, pão le marais, manteiga, R$ 16), a St. Honoré (bebida quente, suco de laranja, pão de queijo, pão le marais, manteiga, salada de frutas, geléia, iogurte caseiro, queijo branco, presunto royale, R$ 25) e a Bio (bebida quente, suco de laranja, pão de queijo, pão le marais, manteiga, salada de frutas, geléia, queijo branco, R$ 30). Espertinha, fiz meu namorado pedir a St. Honoré, enquanto eu escolhia mais coisas.

Doces da chef Amanda Lopes: podia morrer no meio deles--- e feliz!

Um aviso: O MELHOR PÃO DE QUEIJO DA CIDADE (R$ 3). Sério. A chef Amanda Lopes, responsável pela confeitaria e pelos pães, conseguiu fazer milagres com queijo meia cura e polvilho: casquinha crocante sem ser quebradiça, interior consistente, ligeiramente puxa-puxa, com o sabor salgadinho do queijo explodindo na boca. Ah, sim, coma o iogurte caseiro, levíssimo, com geléia de morango ao fundo.

O melhor palmier que já comi e o brioche recheado com geléia caseira de morango e creme de baunilha

Olhei pra ele, ele olhou pra mim e nasceu um novo amor: ovo mexido com bacon (R$ 11). Ovo molhadinho, amarelinho, suculento, com pedaços minúsculo de ótimo bacon (ou seja, muito mais carne do que gordura), que eu acompanhei com um pão fofinho e adocicado de leite (R$ 3,50). Embalei. Mandei um docinho pra equilibrar: pain au chocolat maravilhosamente amanteigado com recheio de chocolate meio amargo molinho (R$ 5)– dá vontade de entrar na massa e comer por dentro, de tão bom.

A vitrine de delícias da St. Honoré: pães caseiros, dezenas de tipos de doces, tortas, quiches....

Já estava quase desfalacendo de tanto comer, mas Amanda disse que eu precisava provar o palmier (R$ 5). Precisava. Bom, sendo assim, vamos lá. Minha primeira mordida na massa absolutamente crocante já me fez constatar: um dos melhores palmier da minha vida. Sensacional. Viciante. E ainda rolou um brioche recheado com geléia de morango e baunilha, um incrível bolo chifon com baba da moça… Uma das coisas que mais me impressiona, tanto no Le Marais como na St. Honoré, é a quantidade de itens que fabricam na casa, com qualidade tremenda– todas as massas,  pães, doces, geléias…

Pão de azeitona feito no dia: casquinha mega crocante

Daí, olhei pra vitrine de doces individuais. Lindos, coloridos, perfeitos. E também os macarons. Jizuis. o que fazer? Levar pra casa, claro! Então, uma lista do que você tem que provar: éclair de abóbora, tarte tatin, quindim, o doce de coco com abacaxi (quem tem o exterior de cor de mamão papaia), o macaron de limão siciliano, a bala de goma.

Arco-íris de macarons: de abóbora, de tarte tatin, de limão siciliano...

Minha manhã foi longa e prazerosa. Mas minha tarde foi exteeeeeeeeeensa e  cansativa: mais de uma hora em cima da esteira tentando queimar, pelo menos, uma mordida do pain au chocolat. Mas quem disse que a vida é só alegria, não é?

St. Honoré: Rua Pais de Araújo, 185, Itaim Bibi, tel: 3071 2932


Gastrolândia

Promova sua página também

Fazer um comentário

Seja bem-vindo. Sua opinião é importante. Comentários ofensivos ou com identidades falsas serão reprovados.