Onde ir Tipos de cozinha Espanhola

Tempranillo Vinho & Cozinha: longo menu ibérico e clima agradável

Ótimo Arroz de bochecha de boi, espinafre e passas (R$ 46)

Aberto há algumas semanas no endereço do finado Cosí Vila Nova Conceição, o Tempranillo Vinho & Cozinha tem ambiente muito mais agradável, aberto e descontraído que de seu antecessor. A casa é resultado da sociedade de dois sócios investidores e de Jaci Soares (ex-Adega Santiago e Taberna 474) e Carlos Martignago (ex-Serafina). O menu é… leia mais

Donostia: pintxos e tapas nada genéricos

Bom pacas: Foie Gras a la plancha (fígado de pato na chapa sobre torradinha, coberto por purê de maçã)

Tapas – ou pintxos, como são chamados no País Basco – foram tão erroneamente disseminados no Brasil (ou no eixo Rio-SP) que  tive o desprazer de encontrar um cardápio citando suas “tapas italianas” e, no outro, suas “tapas nordestinas”. Na real, essas duas denominações viraram  modismos gastronômicos: cidadão pode nem saber o que significa, nem… leia mais

Almodóvar: comida espanhola caseira e com bons preços

Chuleta de porco acompanhada de salteado de grão-de-bico, cebola e chorizo

A Rua dos Pinheiros se tornou, mesmo, um pólo gastronômico. O irmão mais velho da turma, o Le Jazz (se não incluirmos na lista a cantina Gigio, claro), agora tem a companhia do Beato, Meat Chopper, Meats, Goshala, Tasca do Zé e da Maria e Almodóvar. Aberto sem nenhum alarde no final de setembro de… leia mais

Eñe: paellas, arroces, tapas e um leitãozinho com maçã…

O leitão crocante com maçãs e suas etapas no serviço de mesa

ESTABELECIMENTO FECHADO ATUALIZADO EM ABRIL DE 2013: o restaurante encerrou as atividades O Eñe – aberto em 2007 pelos gêmeos espanhóis Javier e Sergio Torres, chefs que comandam o aclamado Dos Cielos, em Barcelona-, já ganhou diversos prêmios em São Paulo, inclusive de Melhor Restaurante Espanhol. A cozinha do restaurante é, sim, espanhola, e apesar de… leia mais

Novo menu-degustação do Torero Valese: muito mais que tapas

Excelente Pescada amarela com molho de cava rosé, gengibre e açúcar mascavo

Juliano Valese é um cara legal, na melhor definição do termo. Grandão, falante, extrovertido, sem muitas (ou quase nenhuma) papas na língua, contador animado de histórias, o chef/proprietário do Torero Valese é também um apaixonado por cozinhar, por prover alimento de qualidade a seus comensais – e isso é bem diferente de querer sonhar com… leia mais

Don Curro: alguns clássicos se mantém dignos do título

Para mim, a melhor lula en su tinta de São Paulo

Clássicos são perigosos: os anos, décadas, passam, e deles pode ficar apenas o nome. O que os tornou um clássico- a qualidade da comida, o nível do atendimento- se esvai, mas os saudosistas negam-se a acreditar e seguem o mantendo  no seu panteão pessoal. Por isso, tenho cuidado: clássicos podem continuar de pé muito mais… leia mais

Alma María: boas tapas em belo restaurante na Oscar Freire

Delicioso peito de galinha d'angola com mostarda e amêndoas

ESTABELECIMENTO FECHADO A moda das tapas não passa. No caso de São Paulo, só fica mais intensa. Há cerca de trinta dias o Venga! foi inaugurado na Vila Madalena; agora é a vez do Alma María. Ao contrário do primeiro, bonito porém desencanado, o Alma María não tem cara nem vocação de bar: o lindo… leia mais

Royal de Javali do Eñe: comeria direto da panela

Royal de Javali: primoroso

Faz tempo que não ia ao Eñe, muito por conta de ter me decepcionado nas minhas últimas visitas. Tudo o que a cozinha dos badalados irmãos Torres me impressionou na época em que o restaurante abriu, deixou de me impressionar com o correr do tempo e ausência deles na casa– afinal, eles tem o Dos… leia mais

Noite de tapas no Torero Valese: com o chef, no balcão

Polvo com tomate e alho poró crisp

Sempre que vou ao Torero Valeseredescubro porque gosto de lá: comida boa e ótima para dividir com amigos durante horas (tomando uma jarra de sangria, de preferência), ambiente tranquilo, preços bacanas e chef figuraça. Todos esses quesitos ficaram ainda mais legais depois que o chef-proprietário, Juliano Valese, criou um balcão de degustação de tapas que… leia mais

Clos de Tapas: com influência molecular, sim, e muito bom

O Tronco: folhas frescas, cogumelos, tubérculos e casca da mandioquinha desidratada e defumada. Para completar a experiência, aroma de bosque

Não tenho NADA contra a cozinha molecular: as técnicas, muitas vezes tão cênicas que beiram o apelo visual de um show do Cirque du Soleil, quando bem usadas resultam em pratos que atiçam e brincam com todos os sentidos. Então, em si, ela oferece uma miríade de oportunidades. O que não gosto é de cozinheiros medíocres que pensam… leia mais

Maripili: espanhol pequenino, tradiça, bom e barato


Pão com tomate; Paella individual; Rabada à espanhola; o salão pequeno do Maripili; Natilla

Fui ao Maripili numa gelada quarta, bem no dia em que a feira fecha a rua onde é instalado o pequenino restaurante espanhol. Estacionei longe, fui andando através de  um dos lugares que mais adoro em qualquer canto do mundo– quase saí carregando duas dúzias de lindas mexericas imensas– e cheguei ao gracioso e diminuto salão,… leia mais

Torero Valese: delícia de lula en su tinta e otras tapitas más


Tapas: lula en su tinta; polvo com alho-poró e tomates; chistorra; batata com bacalhau desfiado

Fazia tempo que não comia uma porção de lula en su tinta tãããão boa: molusco macio, molho encorpado, denso, sem ser pesado. O pretume cremoso da tinta se espalhando pelo prato, mesclando-se com o amarelo do azeite extra virgem. E para completar o momento de prazer à mesa, “chuchar” o pão crocante e quentinho no… leia mais